Governo Temer quer que aposentado continue pagando INSS

Governo Temer quer que aposentado continue pagando INSS

presidente-michel-temer-discursa-durante-a-cerimonia-de-lancamento-do-multirao-de-renegociacao-e-sancao-de-leis-referentes-ao-supersimples-e-ao-salao-parceiro-1477588319789_615x300

Quem contribuiu quase a vida toda com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) para ter uma aposentadoria pode ter de contribuir pelo resto da vida. Atualmente, a Constituição prevê que, ao se aposentar, o trabalhador deixa de contribuir com o INSS e passa apenas a receber a aposentadoria (para os que recebem abaixo do teto de R$ 5.189,82). No entanto, de acordo com a Folha de S.Paulo, o governo Michel Temer pretende mudar essa lógica.

A equipe responsável pela proposta de reforma da Previdência em estudos no governo, subordinada ao presidente Michel Temer, estuda mudar a Constituição para abrir caminho para a cobrança de contribuição previdenciária de todos os aposentados.
A ideia é que o governo federal, os Estados e os municípios tenham autonomia para estabelecer a cobrança. Isso pode impactar tanto segurados do INSS quanto servidores públicos.
Atualmente, somente inativos que recebem acima do teto do INSS (R$ 5.189,82) são cobrados. Ou seja, na prática, só funcionários públicos continuam contribuindo. Com a mudança, todos passariam a pagar uma taxa.
Para cobrar dos aposentados do INSS, que hoje não pagam a contribuição, caberia ao governo federal enviar ao Congresso um projeto de lei para ser aprovado.
Segundo fonte ouvida pela Folha, o governo avalia que, ao deixar de pagar o INSS após a aposentadoria, o trabalhador acaba recebendo um valor líquido maior do que recebia na ativa, o que não pode acontecer porque, na avaliação do governo, estimula as pessoas a se aposentarem.
bol
29/10/2016
(Visited 1 times, 1 visits today)