Criminosos armados ateiam fogo em ônibus no bairro do Ouro Preto

82505a37-cbda-48ed-b613-c713b0317052 (1)

No início da tarde deste domingo (13), criminosos armados entraram dentro do ônibus da empresa Real Alagoas, que fazia a Linha Gruta-Iguatemi, num trecho da Rua São Francisco, no bairro do Ouro Preto, em Maceió,  e atearam fogo dentro do coletivo.

Segundo informações de um militar do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), que preferiu não se identificar, os  criminosos obrigaram os passageiros a descer e, logo em seguida, tocaram fogo no veículo.

“Nós estávamos no horário do almoço quando vimos de longe a fumaça e resolvemos parar e ver o que era. Ao chegar na rua, presenciamos o ônibus ainda pegando fogo, os passageiros estavam nervosos e em estado de choque”, diz o militar.

O cobrador do ônibus, que com medo de represálias preferiu não se identificar, falou que um dos suspeitos estava de camisa azul e que entrou no coletivo já informando que iria praticar a ação.

“Ele estava com um recipiente cheio de álcool na mão. Eu também vi um revólver. Como outras pessoas também entraram no mesmo ponto dele não sei informar se elas eram passageiras ou se integram o mesmo grupo. Foi tudo muito rápido”, afirma.

O secretário de Estado da Segurança Pública, Alfredo Gaspar de Mendonça, esteve no local, mas não quis falar com a imprensa. Ele acompanhou o trabalho de levantamento de informações da Polícia Militar de Alagoas (PM-AL) e conversou com o cobrador e o motorista do coletivo incendiado.

Duas viaturas do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBM-AL) e mais de 10 militares foram acionados para apagar as chamas do veículo. Militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Rádio Patrulha (RP), da Operação Policial Litorânea e da Força Nacional foram chamados para atender a ocorrência. Agentes da Superintendência Municipal de Trânsporte e Trânsito e militares do Batalhão de Polícia no Trânsito (BPtran) ajudaram a controlar o fluxo de veículos na região.

Samu acionado

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) teve de ser acionado para atender uma moradora que entrou em estado de choque quando viu a ação dos criminosos. A moradora, que ainda não foi identificada, teria passado mal com a fumaça e se assustado com o ônibus pegando fogo na entrada da sua residência.

Recorrência

Somente este ano, cinco ônibus foram incendiados. No final do primeiro semestre, um coletivo da empresa São Francisco foi totalmente queimado quando trafegava na Avenida Major de Góes Monteiro, no bairro Mutange, em frente ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (Sinteal).

Ainda no mesmo dia, outro ônibus, no bairro do Trapiche, também sofreu com a ação dos criminosos.

Cada Minuto

(Visited 22 times, 1 visits today)